Books bought in April / Livros comprados em abril

Does anyone know what self control is? No? Me either. So, as you probably noticed already, I needed more books to read so I got some because, well, I should be forbidden to have access to my wallet. Alguém sabe o que é ter autocontrolo? Não? Nem eu. Então, como devem ter reparado, eu precisava de mais livros para ler, portanto arranjei alguns porque, bem, devia ser proibida de ter acesso à minha carteira.

So, keeping with my goal of reading more portuguese classic authors (if I actually ever stop to read all the books I buy) I got a bargain on Eça de Queirós’ A Cidade e As Serras (EN. The City and the Mountains), so I got it because I dont really know much about his writing. Then Os Poemas Possíveis (EN. Possible Poems) by José Saramago, of course I had to get it, specially for the bargain. Side note, I actually prefer his old covers than the ones at the market currently. Though I wouldn’t say no to someone giving me a new edition of a book I don’t have already! Portanto, continuando com o meu objetivo de ler mais autores clássicos portugueses (se alguma vez parar para ler todos os livros que compro) arranjei barato A Cidade e as Serras do Eça de Queirós, comprei-o por também não conhecer muito da sua escrita. E depois Os Poemas Possíveis de José Saramago, claro que tinha que compra-lo, especialmente pelo preço a que estava. Aparte, por acaso prefiro mesmo as antigas capas dele as capas que agora estão a venda. Mas não digo que não a alguém me oferecer uma nova edição dum livro que eu não tenha dele!

Anyway, I also got Arundhati Roy, I got curious by The Ministry of Utmost Happiness and by the Manbooker Prize and so when I saw The Lord of Small Things on sale, which is a previous book, seemed like a good way to get to know the author. Continuando, também arranjei Arundhati Roy, fiquei curiosa com O Ministério da Felicidade Suprema e pelo Manbooker Prize e quando vi O Deus das Pequenas Coisas em saldo, um livro anterior, pareceu uma boa maneira de conhecer a autora.

Actually, one of the books on this list was a gift, Our Numbered Days by Neil Hiborn. I’ve known and followed his spoken poetry and his poetry is pretty good though I think more fitting for spoken and not written poetry. But I’ll do a full review on this later on the blog! As for Lisbon Poetry Orchestra I thought it was so interesting to listen (also literally because it has two cds!) to new poetry being created today. The book looks beautiful and I can’t wait to listen to their interpretation of poems they love! Lisbon Poetry Orchestra is composed by André Gago (actor), Miguel Borges (actor), Nuno Miguel Guedes (jornalist, songwriter), Paula Cortes (poet), Alex Cortez and Filipe Valentim (Radio Macau), Luís Bastos (Kumpania Algazarra) and Tiago Inuit (Fausto). Por acaso, um dos livros foi uma prenda, Our Numbered Days (PT. Os Nossos Dias Contados). Conhecia e seguia a sua spoken poetry,”poesia falada” e a sua poesia é boa mas acho que será mais adequada para falar e não como poesia escrita. Mas farei uma crítica no blog mais tarde! Em relação ao Poetas Portugueses de Agora, achei interessante ouvir (traz também dois cds!) a nova poesia criada hoje. O livro é bonito e mal posso esperar para ouvir as interpretações de poemas que eles adoram! A Lisbon Poetry Orchestra é composta por André Gago (ator), Miguel Borges (ator), Nuno Miguel Guedes (jornalista, letrista), Paula Cortes (poeta), Alex Cortez e Filipe Valentim (Radio Macau) Luís Bastos (Kumpania Algazarra) e Tiago Inuit (Fausto).

I also got last years almanaque and this years almanaque by Bertrand, I love their tradition and antique look and they are more focused on literature, which I love. Também arranjei o almanaque do ano passado e o deste ano da Bertrand, adoro a tradição e o ar antigo e este tipo de almanaques são mais focados em literatura, o que adoro.

Full list/lista completa:

Eça de Queirós – A Cidade e as Serras / The City and the Mountains – Livros do Brasil
José Saramago – Os Poemas Possíveis / The Possible Poems – Caminho
Arundhati Roy – O Deus das Pequenas Coisas / The God of Small Things – Biblioteca Sábado
Lisbon Poetry Orchestra – Lisbon Poetry Orchestra / Poetas Portugueses de Agora – Abysmo
Neil Hilborn – Os Nossos Dias Contados / Our Numbered Days – Button Poetry
Almanaque Bertrand 2017/2018 – Bertrand
Almanaque Bertrand 2018/2019 – Bertrand

 

16 thoughts on “Books bought in April / Livros comprados em abril”

  1. O da Arundhati Roy é magistral. Que livro! Os outros não li. Aliás – não conheço esses almanaques! Podes explicar um pouquinho mais? 🙂

    1. Ainda bem que dizes isso da Arundhati Roy, fico mais entusiasmada ainda para ler!

      Claro que posso explicar! Antigamente faziam-se almanaques em Portugal frequentemente, agora é mesmo algo deixado no passado mas o exemplo mais usado disso é o Borda d’Água.

      Um almanaque é uma publicação anual (ou não) que tem imensa informação relevante para o público (calendário anual, feriados, luas, quando cultivar o quê) como também tem um quê de cultura e trivia, datas importantes, histórias para ler e passatempos para a pessoa se entreter! (para quando não tínhamos PC nem televisões :P). Neste caso os da Bertrand são mais focados em literatura e arte, passagens literárias, contos, reproduções de quadros mas com a essência do almanaque 🙂 como a Bertrand é a livraria em funcionamento mais antiga do mundo (1732) já fazia almanaques no século XVIII pelo menos e a tradição seguiu até hoje! Espero ter-te ajudado a perceber e obrigada por fazeres questões 🙂

      1. Eu gostei mesmo muito 🙂 não é a leitura mais fácil, porém!

        E uau, isso é fascinante! Tinha uma vaga noção do conceito de almanaque, mas não sabia que a Bertrand os fazia – e há tanto tempo! Muito curioso, sem dúvida 🙂 obrigada eu por explicares!

  2. Só o li o primeiro, não é das minhas obras preferidas do autor, mas é uma boa leitura 🙂 Beijinhos, bom fim de semana

    1. Por isso é que gosto de ir às feiras comprar os livros, ao menos não dói tanto na carteira 🙂 ainda bem que gostas de ler poesia como eu!
      Beijinhos 🙂

  3. Olá.
    Espreitei o blog e gostei muito do que vi…
    Desculpa a intromissão, mas onde é que arranjaste o livro do Saramago?
    Eu também adoro as capas da caminho (as antigas e as mais recentes) em oposição às da Porto Editora, que não gosto muito… Mas como actualmente só se vendem as edições da Porto Editora, há dois ou três livros que são muito difceis de encontrar nessas edições, como por exemplo esse.
    Daí a curiosidade…
    Obrigado,
    Tiago

Deixar uma resposta